Veja as diferenças entre a bateria eletrônica e a bateria acústica

bateria eletrônica

A bateria é um daqueles instrumentos emocionantes que dá gosto de tocar. Os mais diversos estilos de música utilizam esse instrumento, e para quem quer aprender a tocar, oportunidades não faltam.

No entanto, uma das maiores dúvidas dos iniciantes é se vale mais a pena investir numa bateria eletrônica (ou bateria elétrica) ou numa bateria acústica. Você sabe quais são as principais diferenças entre esses dois instrumentos?

Bateria eletrônica e a bateria acústica

Em primeiro lugar, vamos falar do mais óbvio, que é o visual. Muita gente se decide logo pela bateria acústica porque, de fato, sua aparência chama mais a atenção, com os pratos metálicos e o estilo interessante dos tambores.  Contudo, as diferenças não param por aí.

De maneira simples, a bateria elétrica simula uma bateria acústica utilizando um conjunto de pads montados sobre um rack. Esses pads geralmente são discos com uma superfície de borracha ou de tecido que geram sinais elétricos quando percutidos. O som, então, é gerado a partir da transmissão do sinal por meio de cabos até um módulo.

Uma das vantagens de utilizar a bateria eletrônica é a questão do barulho, que muitas vezes pode incomodar as pessoas que moram com você e até mesmo os vizinhos. Além do ruído desse instrumento ser muito menor quando comparado a uma bateria convencional, ainda é possível usar um fone de ouvido para não incomodar ninguém.

Vale ainda lembrar que a bateria elétrica também costuma ser mais compacta, e são capazes de simular a sonoridade de diversos tipos de percussões, como de bateria vintage de jazz ou de rock.

Para quem valoriza facilidades para estudo, a bateria eletrônica pode ser muito interessante, pois a maioria dos modelos possuem metrônomo e músicas do tipo play-along para acompanhamento – algo que pode contribuir muito para o desenvolvimento de bateristas iniciantes.

Já a bateria acústica reproduz volumes mais altos, e por isso necessita de alguns equipamentos para reduzir ruídos muito altos em ambientes. Muitas vezes, são usadas alguns tipos de cabines para inibir o som.

Numa bateria acústica, as peles devem ser trocadas de seis em seis meses. Os pratos também necessitam de trocas de tempos em tempos. E, por fim, todos os acessórios que compõem uma bateria precisam de bons microfones, cabos e também de pedestais.

Contudo, muitos músicos profissionais acreditam que a bateria acústica consegue reproduzir um universo de sons maiores que a bateria elétrica, que costuma contar com sons mais “artificiais”.

Que tal começar a fazer aulas de bateria e se dedicar aos estudos?

Para começar, é muito simples: basta acessar o site Sala do Músico, escolher o instrumento que deseja aprender e em qual região da cidade você está. É possível achar professor de bateria em Embu das Artes, São Paulo e outros municípios.

A partir daí, o portal revela quais os mestres que estão mais perto da sua casa, o valor de cada aula, e ainda uma agenda atualizada para escolher o melhor dia para receber as aulas!

Depois dessa, não tem mais desculpa para aprender de uma vez por todas a tocar bateria, não é mesmo? Não esqueça: aulas particulares de instrumentos musicais é na Sala do Músico.

1 comentário em “Veja as diferenças entre a bateria eletrônica e a bateria acústica”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *